10 de agosto de 2018

Vestido de noivo - Pierre Lemaitre



Ninguém está salvo da loucura…

Sophie, uma jovem mulher que leva uma vida pacata, começa a cair lentamente na loucura: milhares de pequenos e inquietantes sinais se acumulam e, de repente, tudo se acelera. Seria ela a responsável pela morte da sua sogra, do seu marido enfermo?

Pouco a pouco ela se encontra envolvida em vários assassinatos, dos quais ela não tem a menor lembrança. Então, desesperada, porém lúcida, ela organiza sua fuga, muda de nome, de vida, se casa, mas o seu terrível passado a alcança. As sombras de Hitchcock e de Brian de Palma pairam sobre esse thriller diabólico.

RESENHA:
10/08/2018

Tá aí um livrinho que eu não dava nada por ele. A capa não atrai, o título é estranho, nunca ouvi falar dele ou do autor.
Felizmente resolvi pegar pra ler depois de muito tempo na fila de espera e imaginem minha surpresa assim que comecei.  Sem saber de nada sobre, fui arrebatada pela trama....E que trama!

Narrada em terceira pessoa, a estória se passa em Paris é sobre Sophie, uma mulher misteriosa e cheia de problemas psicológicos. 
Ela trabalha de babá de uma criança bem pequena e à princípio você não entende muito bem o que está acontecendo, caímos de paraquedas em algo que já estava em andamento.
Logo no começo ela já se vê envolvida num crime brutal e consciente dos seus ataques de loucura e apagões, ela foge da cidade.
Enquanto ela procura maneiras de escapar da polícia e racionalizar os últimos acontecimentos, ela mais uma vez é protagonista de outro crime e com esse vêm a oportunidade que ela tanto queria.
Ela passa os próximos meses se mudando para dificultar que a encontrem, pois é uma das mulheres mais procuradas.
Nesse tempo em que vamos acompanhando tudo que ela faz para sobreviver, suas crises e angústias, a trama vai te prendendo cada vez mais e mesmo que o início possa parecer um pouco confuso, com o passar dos capítulos ficamos bem situados na estória.
Assim que sua nova meta de vida toma um rumo, o leitor é conduzido à uma segunda parte da estória.
É aqui meus amigos que o livro te pega e é impossível largar.

Narrado em primeira pessoa por um outro personagem, vamos conhecer toda a estória - desde o início - sobre um outro ponto de vista.
Através desse diário toda a trama começa a ser construída de uma maneira inteligente e envolvente.
Depois de conhecer as duas partes da estória, iremos ter seu desenrolar e mais uma vez ficamos vidrados na leitura.
Aqui não há mistérios sobre culpa ou culpados, vai ficar bem claro ao longo da narrativa, o que vai deixar o leitor ansioso é como tudo isso será finalizado.
Sabe quando bate aquele medo de depois de uma trama incrível o autor estragar o final? Fiquei muito ansiosa e curiosa.
Teve algumas coisinhas que incomodaram, principalmente a facilidade com que um dos personagens tem acesso ao que para nós mortais parece praticamente impossível, fora que ele conta muito com a sorte, porém mesmo que seja muito difícil de acontecer, não é impossível.
E o motivo que leva a pessoa a fazer o que fez me pareceu exagerado mas mais uma vez não questiono, pois em se tratando de loucura podemos esperar de tudo.
Nem esses pontos conseguiram diminuir meu prazer pela leitura. Devo dizer que é um dos melhores thrillers psicológicos que li esse ano e esse autor ganhou meu respeito.
O final é excelente também. Depois que me passou os primeiros questionamentos sobre o porquê daquele comportamento, eu entendi que teria que ser assim. E quem sou eu para questionar um enredo desse?
Super recomendo esse livro! Mesmo que não tire seu fôlego, tenho certeza que no mínimo você vai curtir :)

Compre na Amazon

Nenhum comentário:

Postar um comentário