29 de agosto de 2017

Entre quatro paredes - B. A. Paris


Um thriller sobre um sonho que torna-se pesadelo.
Grace é a esposa perfeita.Ela abriu mão do emprego para se dedicar ao marido e à casa. Agora prepara jantares maravilhosos, cuida do jardim, costura e pinta quadros fantásticos. Grace mal tem tempo de sentir falta de sua antiga vida.
Ela é casada com Jack, o marido perfeito.Ele é um advogado especializado em casos de mulheres vítimas de violência e nunca perdeu uma ação no tribunal. Rico, charmoso e bonito, todos se perguntavam por que havia demorado tanto a se casar.
Os dois formam um casal perfeito.Eles estão sempre juntos. Grace não comparece a um almoço sem que Jack a acompanhe. Também não tem celular, que ela diz ser uma perda de tempo. E seu e-mail é compartilhado com Jack, afinal, os dois não guardam segredos um do outro. Parece ser o casamento perfeito. Mas por que Grace não abre a porta quando a campainha toca e não atende o telefone de casa? E por que há grades na janela do seu quarto?
Às vezes o casamento perfeito é a mentira perfeita.
RESENHA:
29/08/2017

Entre quatro paredes é um suspense psicológico de tirar o fôlego. Fazia tempo que eu não lia um livro em tempo record como foi o caso desse, que li em apenas 1 dia.

Esse livro é sobre a vida de um casal aparentemente perfeito.
Ela é a esposa impecável, dedicada, prendada... Ele é lindo, bem sucedido e extremamente romântico!
Só que não.
Aos olhos dos amigos que frequentam a casa, eles são o exemplo de casal perfeito mas assim que as portas se fecham a realidade é bem diferente.
Por ser tratar de um thriller psicológico, não posso falar sobre a estória. Se eu falar o que acontece e por que acontece, aí o livro perde a graça. O interessante aqui é você ir descobrindo a cada página o que se passa quando estão sozinhos.
Já adianto que se você tem interesse no livro, evite resenhas longas por que pode conter informações que vão tirar a surpresa da leitura.
A narrativa é deliciosa, fluida e rápida. Quando você percebe já leu metade do livro em pouco tempo, a autora acertou em fazê-lo em poucas páginas (260) assim o livro não fica cansativo e repetitivo.
Também gostei do final. Acompanhando a leitura e o comportamento dos personagens, achei que foi perfeito.
Não vou me estender mais por que quero que você também fique sabendo da trama enquanto lê, sem saber de antemão o que acontece ali, entre quatro paredes.

Recomendo, favoritei!

Nenhum comentário:

Postar um comentário