14 de março de 2017

Armadilha - Melanie Raabe


Linda, uma escritora best-seller, vive reclusa em sua casa à beira de um lago desde o assassinato de sua irmã mais nova há doze anos. O assassino nunca foi pego, mas Linda o viu de relance, e agora ela acaba de reconhecer seu rosto na TV. Ele é Victor, um brilhante jornalista.
Pensando numa saída para pegá-lo, ela escreve um best-seller baseado no assassinato da irmã e concorda em conceder uma única entrevista à imprensa, em sua casa, para Victor. A partir daí tem início um embate perturbador. Cheio de reviravoltas, tensão e terror psicológico.

RESENHA:
14/03/2017

Armadilha se trata de um thriller psicológico, primeiro livro da autora alemã Melanie Raabe e dentro dele iremos encontrar um outro livro, ou seja, teremos uma estória dentro de outra estória. Já explico.
A Linda é uma escritora de sucesso que após encontrar o corpo da irmã mais nova que foi brutalmente assassinada, acaba enclausurada dentro da própria casa sofrendo de ataques de pânico por conta desse crime horrível.
Após fazer algumas investigações por conta e não obtendo sucesso, ela vai se afastando dos pais, dos amigos, por não saber lidar com a situação e acaba por viver sozinha apenas na companhia de seu cachorro.

Um dia ao ver TV ela reconhece o jornalista como o assassino de sua irmã. Desesperada com essa descoberta, ela começa a elaborar um plano para pegá-lo.
Ela decide escrever um thriller policial onde ela conta em detalhes a descoberta do corpo, o assassino no local do crime e toda a parte da investigação que ela fez parte e também aquela que ela ficou à par através do detetive responsável. Porém, é claro, ela muda os nomes dos personagens e cria um final que na vida real ainda não existe.
Como escritora de romances, todos estranham essa súbita mudança inclusive seu editor, mas ela não pode confiar seu plano à ninguém.
Livro pronto, ela se prepara para sua primeira e única entrevista da vida e escolhe o jornalista responsável pela morte da irmã para essa função, assim ela poderá colocar seu plano em ação.
Mas nem tudo sairá como planejado e Linda terá algumas surpresas durante sua "entrevista".

Me peguei mudando de ideia ao longo da leitura, a própria autora joga com o leitor em vários momentos, te dando uma certeza e te deixando na dúvida logo depois.
Todo esse processo da armadilha da Linda é narrada em primeira pessoa por ela, mas aí temos a alternância entre o livro dela, que é narrado em terceira pessoa e é como vamos ficar por dentro da parte desse passado dela.
Alguns momentos decisivos ficavam suspensos para mudar de narrativa, deixando você ao mesmo tempo curiosa e com raiva de ter ainda que ler algumas páginas das neuroses da Linda para depois voltar ao ponto que parou.

O começo também é meio parado mas necessário para que pudéssemos conhecer a personagem e seus problemas e em certo ponto o livro fica cansativo, pois não tem como você manter alguém em sua casa por tanto tempo sem nenhuma ação. E a autora não conseguiu diversificar nessa parte, por isso ela acrescentou muitos pensamentos confusos da protagonista e suas neuras, que em excesso, começou a irritar. Também achei que faltou um pouco mais de suspense.
Também teremos uma leve pitada de romance que suavizou um pouco esse clima tão depressivo e triste.
Enfim, no geral foi uma boa leitura, adorei essa ideia de vingança da autora e recomendo para quem gosta do gênero.

Nenhum comentário:

Postar um comentário