9 de maio de 2016

Treze à Mesa - Agatha Christie


Poirot estava presente quando Jane, envaidecida, falara de seu plano para "livrar-se" do marido, de quem estava separada, mas não oficialmente, como ela desejava. Agora o homem estava morto. Mesmo assim, o grande detetive belga não podia deixar de sentir que alguém estava tentando iludi-lo. Afinal, como se explica que Jane tivesse esfaqueado Lord Edgware na biblioteca exatamente na hora em que era vista jantando com amigos? E qual seria o motivo agora, já que o aristocrata finalmente lhe dera o divórcio?

RESENHA:
09/05/2016

Adorei essa estória! Agatha Christie sempre afiada, sempre surpreendendo.
É um livro para ser devorado! Muitos acontecimentos, situações que chegam num ponto em que sua cabeça dá um nó e você pensa: Só a Dama para desamarrar essa rsrs

Essa estória é narrada pelo Capitão Hastings. Eu particularmente prefiro quando é ele, que mostra toda sua frustração quando dá bola fora e chego até a imaginar a cara de tédio dele quando Poirot se auto-elogia rsrs

Jane Wilkinson e Lord Edgware, apesar de estarem separados há alguns anos, no papel ainda são casados e ele se recusa a lhe dar o divórcio.
Agora que Jane conheceu um duque e deseja muito se casar novamente, pede que Poirot interceda por ela junto ao marido e faz questão de dizer que não importa quais métodos o detetive use para que ela consiga se livrar do ex.
Poirot então aceita falar com o Lord em favor dela, mas diz que vai apenas conversar e nada mais.


Só que Poirot sai mais surpreso ainda dessa conversa, pois o Lord diz que já havia consentido no divórcio.
As dúvidas começam aí: Ela mentiu que não recebeu a carta ou ele que mentiu?

Logo no dia seguinte ele é encontrado morto na sua biblioteca e os empregados afirmam que foi Jane Wilkinson quem o matou. O mordomo diz ter aberto a porta pra ela.
Mas como poderia ter sido ela se foi vista num jantar com mais 12 pessoas?
Os outros personagens também tem sua importância na estória, cada um com uma pitada de mistério. 
Agatha consegue justificar todos os passos dos personagens sem deixar furo (como sempre) e dificilmente você vai conseguir desvendar todos eles.
O final pra mim foi exatamente como eu imaginava. Foi realmente quem eu suspeitei desde o começo e ainda bem que foi assim, achei perfeito.

Não tem muito o que falar sobre a estória sem estragar o prazer, então leia!
Esse livro é delicioso, genial, extremamente bem desenvolvido, prende sua atenção do início ao fim e quando você acha que chega de pistas, a autora te surpreende mais uma vez.

Super recomendo!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário