22 de novembro de 2015

O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares - Ransom Riggs


Tudo está à espera para ser descoberto em O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares, um romance inesquecível que mistura ficção e fotografia em uma experiência de leitura emocionante. Nossa história começa com uma horrível tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo, por mais impossível que pareça, ainda podem estar vivas. Uma fantasia arrepiante, ilustrada com assombrosas fotografias de época, O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares vai deliciar adultos, adolescentes e qualquer um que goste de aventuras sombrias.

RESENHA: 20/11/2015

Suspense e terror? Não! Fantasia e aventura, sim!
Desejei esse livro desde o primeiro momento q o vi.
A ideia de usar fotografias antigas e criar uma estória baseada nelas, foi genial e muito criativo.
Em princípio achei q se tratava de um terror, mas me enganei. É uma estória infanto juvenil onde o personagem principal tem 16 anos.
Jacob cresceu ouvindo as estórias do avô, sobre sua juventude antes da guerra e as crianças peculiares. 
Quando mais novo ficava encantado com esses contos, mas conforme foi crescendo começou a achar q eram inventadas pelo avô.
Um pouco antes do seu aniversario de 16 anos, seu avô morre e ele presencia um fato estranho. Depois disso ele passa acreditar nas estórias, mas sua família o leva para se tratar com um psiquiatra pois acha que ele foi afetado pela morte trágica do avô.
Enfim ele consegue, após seu aniversário, fazer com que o pai o leve para conhecer a ilha onde o avô viveu. Ele está ansioso em busca de repostas e o pai acha que a viagem possa fazer bem e assim esquecer das 'fantasias'.
Na ilha Jacob sai em busca de pistas, se mete em encrencas, até que encontra uma "fenda no tempo" que o leva direto para o ano da segunda guerra mundial, onde vivem as crianças peculiares.
À partir daí começa a maior aventura da sua vida onde ele se vê numa outra realidade, cheia de perigos e emoções.
Não era o que eu esperava. É uma leitura mais para o público juvenil, não que não agrade adultos, mas não faz meu gênero. Fantasia não faz parte do meu gosto literário.
Achei cansativo algumas vezes, e também um pouco confuso, mas no geral eu gostei. 
As quatro estrelinhas são pelo uso das fotos, adorei acompanhar a estória através delas.

******
"Todas as imagens desse livro são fotografias antigas autênticas e, com exceção de algumas que passaram por leve tratamento, não foram alteradas. Elas foram emprestadas de arquivos pessoais de dez colecionadores, pessoas que passaram anos e horas incontáveis revirando caixas gigantes de retratos de todos os tipos em brechós, feiras de antiguidade e vendas de garagem para encontrar umas poucas fotos transcendentes, resgatando imagens de significado histórico e extraindo beleza da obscuridade - e, muito provavelmente, do lixo. Sua obra é um trabalho de amor sem glamour e acho que eles são heróis anônimos do mundo da fotografia."

Nenhum comentário:

Postar um comentário